Está em vigor a nova tabela do Imposto de Renda

Está em vigor a nova tabela do Imposto de Renda (IR) incidente sobre os rendimentos de pessoas físicas, com correção de 17,5%. Ela não vale para a declaração de ajuste anual do IR de 2002, ano-base 2001, mas apenas para os fatos geradores ocorridos a partir deste mês, conforme medida provisória publicada no Diário Oficial da União na semana passada.Rendimentos líquidos de até R$ 1.058,00 estarão isentos (antes, o limite de isenção era R$ 900,00); de R$ 1.058,01 a R$ 2.115,00 terão o IR pela alíquota de 15%, com parcela a deduzir de R$ 158,70; acima de R$ 2.115,00, alíquota de 27,5%, com dedução de R$ 423,08. A correção de 17,5% não repõe as perdas que o contribuinte vem sofrendo desde 1996, último ano em que a tabela do IR foi atualizada. Até dezembro do ano passado, as perdas estavam acumuladas em 45,45%, com base na inflação apurada pelo Índice de Preços ao Consumidor Ampliado série Especial (IPCA-E), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse índice corrigia a Unidade Fiscal de Referência (Ufir), que foi extinta em 2000 e atualizava os tributos federais. Ou seja, a correção de 17,5% equivale a um ajuste de pouco mais de um terço do necessário para repor as perdas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.