Estabilidade e capacidade de competição do bloco preocupam

Estabilidade e capacidade de competição do bloco preocupam

Encontro de hoje deve discutir a criação de um Fundo Monetário Europeu, para fortalecer economia do bloco

, O Estadao de S.Paulo

25 de março de 2010 | 00h00

Além do socorro à Grécia e do rebaixamento da nota de Portugal, o Conselho Europeu terá outro tema econômico na pauta da reunião de hoje: a preocupação com a estabilidade e a competitividade dos 27 países.

Os líderes políticos começarão a examinar as propostas de criação de um Fundo Monetário Europeu (FME), de um Tesouro Comum Europeu ? órgão que centralizaria a emissão dos novos títulos de dívidas no bloco ? , da Agência Europeia de Notações e a criação de novos mecanismos de regulação dos Credit Default Swaps (CDS), derivativos que teriam ajudado a dissimular a dívida grega.

Apesar das críticas ao socorro do FMI à Grécia, o compromisso vinha sendo costurado por Berlim e Paris, com a intermediação do presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy. Em troca, os líderes da UE firmariam um acordo sobre a inclusão de sanções a países que não cumprirem as normas do Pacto de Estabilidade ? que prevê déficit máximo de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) e relação dívida/PIB inferior a 60%. Em razão do alto endividamento provocado pelos pacotes de estímulo à atividade, toda grande economia europeia tem déficit entre 3,2% e 12,8%, caso do Reino Unido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.