Denise Andrade
Denise Andrade

Estabilidade econômica é crucial para atrair investimento estrangeiro, diz Bracher

Presidente do Itáu, Candido Bracher afirmou que reforma da Previdência é necessária para país resolver fragilidade fiscal

Altamiro Silva Junior, O Estado de S.Paulo

14 Março 2018 | 18h25

O presidente-executivo do Itaú Unibanco, Candido Bracher, ressaltou em debate no Fórum Econômico Mundial, nesta quarta-feira, 14, que a estabilidade macroeconômica é crucial para atrair investidores estrangeiros ao Brasil.

A reforma da Previdência, disse Bracher, é necessária para o País resolver a fragilidade fiscal, com a dívida pública em forte crescimento nos últimos anos e com tendência de subir mais. Sem resolver a questão fiscal, o país terá dificuldade para manter a estabilidade macroeconômica, conquistada em 2017 com o avanço de reformas, como a trabalhista e o teto para os gastos públicos.

+ Nunca o País precisou tanto de uma agenda reformista, diz Alckmin

O presidente do Itaú destacou que o Brasil é um dos principais destinos para recursos estrangeiros no mundo e disse que mesmo durante a recessão o País seguiu atraindo recursos externos. Para ele, os investidores internacionais têm a expectativa de que o Brasil vai conseguir resolver seus problemas estruturais. Mas se o governo não entregar mudanças concretas, eles podem se cansar dessa expectativa.

+ Crise fiscal é principal problema para novo presidente, dizem presidentes do Bradesco e Itaú

Ao falar do crédito bancário, Bracher afirmou que os empréstimos para empresas estão crescendo menos porque o mercado de capitais consegue suprir parte da necessidade das companhias. Para ele, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) deve se focar em projetos que tenham menos retorno para o setor privado e ao mesmo tempo maior impacto social.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.