Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

'Estadão' amplia noticiário das eleições 2018 no WhatsApp

Para participar, envie uma mensagem de WhatsApp para o telefone (11) 99123-8227; você receberá três mensagens ao dia com as notícias em destaque

O Estado de S.Paulo

03 Agosto 2018 | 05h00

Há quase dois anos e meio o Estadão inovou e foi o primeiro veículo brasileiro a distribuir notícias pelo aplicativo WhatsApp. São três boletins diários – de manhã, à tarde e à noite – produzidos e enviados pela redação. Desde março de 2016, foram quase 2 mil mensagens com os destaques do noticiário do dia, serviço e sugestões de lazer. Durante a campanha eleitoral, os boletins têm mais notícias sobre as eleições 2018.

Para participar, basta adicionar aos contatos o número (11) 99123-8227 e enviar uma mensagem para ser incluído no grupo. Os leitores só são notificados pelo Estadão.

Com pouco tempo para se informar, a vestibulanda Sophia Bernardi, de 18 anos, começou a receber os boletins do Estadão por WhatsApp há uma semana. “Eu estudo para o vestibular, então ajuda bastante receber a lista de notícias e acessar só o que eu acho mais importante”, diz. 

O serviço também é aprovado pelo engenheiro aposentado Reginaldo Bucci, de 70 anos. Assinante da versão impressa, ele recebe o boletim para ficar ainda mais informado ao longo do dia. “Os últimos boletins, enviados no fim da tarde, costumam trazer algo que eu não vi na versão impressa pela manhã, algo que eu imagino que ainda irá sair no jornal no dia seguinte.” 

Grupos exclusivos

Na Olimpíada do Rio, em 2016, e na Copa da Rússia, foram criados grupos exclusivos para quem queria receber notícias dos eventos esportivos.

Coberturas especiais também ganharam grupos exclusivos. Com boletins diários, os leitores que se cadastraram acompanharam a jornada de 33 dias dos repórteres que cruzaram os 800 quilômetros do Caminho de Santiago, o fim da missão das tropas brasileiras no Haiti e a viagem do Estadão pela Rússia, cem anos após a revolução bolchevique.

Estadão Verifica

Também por meio do WhatsApp – no número (11) 99263-7900 –, os leitores têm, desde junho deste ano, um canal direto de comunicação com a equipe do Estadão Verifica. Em quase dois meses, o blog recebeu mais de 31 mil mensagens.

Os leitores entram em contato para verificar a credibilidade da boataria que domina as redes sociais e também o aplicativo de mensagens instantâneas. Em maio, o WhatsApp informou ter 120 milhões de usuários ativos no Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.