‘Estadão’ entra para clube de qualidade de impressão

A pontuação máxima conferida pela associação é 576; o Estadão atingiu a marca de 549 pontos

O Estado de S.Paulo

16 Junho 2016 | 08h40

O Estadão entrou para o clube global que reúne jornais de todo o mundo com qualidade superior de impressão, o International Newspaper Color Quality Club, em seleção da Associação Mundial de Jornais e Editores de Notícias (WAN-Ifra, na sigla em inglês).

Para receber o selo bianual de qualidade concedido a publicações de todo o mundo desde 1994, os jornais precisam enviar exemplares para que eles sejam submetidos a quatro avaliações diferentes. Das 128 empresas jornalísticas que participaram da seleção neste ano, 64 obtiveram a pontuação mínima de 500 pontos exigida pela entidade internacional. A pontuação máxima conferida pela associação é 576; o Estadão atingiu a marca de 549 pontos.

A concessão do selo às empresas selecionadas será oficializada no dia 11 de outubro, em Viena, na Áustria, e valerá até 2018, segundo o diretor industrial do Estadão, Odair Bertoni. “O importante desta certificação é que ela analisa exemplares de meses diferentes e avalia a qualidade de impressão no longo prazo, e não apenas de dias isolados”, ressalta o executivo.

Ao contrário do que ocorre em outras competições de impressão, a avaliação da WAN-Ifra é feita por amostragem – os participantes, portanto, não têm como saber qual edição será avaliada.

A associação pede para que sejam enviados dez exemplares diários de uma determinada semana, de segunda a sexta-feira, e só posteriormente define qual será o dia avaliado. Esse processo é repetido três vezes, em meses diferentes (no caso da seleção de 2016, foram solicitados exemplares nos meses de janeiro, fevereiro e março).

Na quarta e última fase, cada jornal ainda passa por uma avaliação geral de aspectos de impressão.

Neste ano, além do Estadão, entre os jornais qualificados para o clube estão Frankfurter Allgemeine Zeitung (Alemanha), Apple Daily (Hong Kong), The Times of India (Índia), Vorarlberger Nachrichten (Áustria), Prensa Libre (Guatemala), Chinese Herald (Nova Zelândia), The Shizuoka Shimbun (Japão), Khaleej Times (Emirados Árabes Unidos), El Tiempo (Colômbia), El Mercurio (Chile) e O Globo (Brasil), entre outros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.