Estadão Investimentos traz ranking de ações para investidor

A nova edição da revista Estadão Investimentos, que chega nesta sexta-feira às bancas, traz uma panorâmica do mercado acionário, com um ranking de ações que funciona como referência para o investidor. A versão online de Estadão Investimentos já está disponível hoje (para acessar, clique aqui).O site tem ferramentas que permitem pesquisa de dados de empresas e busca no Ranking Agência Estado Economática. Resultado de uma parceria de cinco anos entre a Agência Estado e a empresa de informações financeiras Economática, o ranking mostra as empresas de capital aberto com melhor desempenho do ponto de vista do investidor, no período de janeiro a dezembro de 2004. As dez primeiras colocadas receberam nesta quinta-fiera o prêmio Destaques Cias Abertas, em evento no hotel Renaissance, em São Paulo.O site traz entrevistas com os presidentes e diretores de relações com investidores das empresas premiadas, além de uma galeria de fotos. As demais companhias ? no total, são avaliadas 149 ações ? são mostradas no ranking completo. O estudo também organiza as ações de acordo com o setor em que cada companhia atua. Além da revista e do site, um caderno especial, que será veiculado no Estado nesta sexta-feira, completa o projeto editorial Estadão Investimentos.Leia na revistaO funcionamento das bolsas de valores, o sobe e desce das cotações, os tipos de investidores em renda variável e a participação cada vez maior de pessoas físicas na Bovespa são alguns temas da revista. A publicação informa como montar um clube de investimentos, conta a experiência de quem se aproximou do mercado acionário ao investir nos fundos de privatização da Petrobras e da Vale, mostra como a tecnologia tem facilitado a vida do pequeno investidor. Apresenta ainda um guia para o acionista minoritário, entre outras reportagens. O cenário macroeconômico e seus efeitos sobre as aplicações de renda fixa estão entre os temas tratados na revista, que traz também reportagens sobre os mercados de commodities agrícolas e petróleo. Crédito é outro assunto quente da publicação, que mostra o que os bancos levam em conta na hora de conceder um empréstimo para pessoas físicas, além das dicas do economista Roberto Macedo para você pagar menos juros.A reportagem especial desta edição resgata o histórico da discussão sobre o papel e a composição do Conselho Monetário Nacional, que volta agora ao centro do debate com as sugestões de sindicalistas e empresários para que o órgão volte a contar com representantes do setor privado. As opções para o investidor brasileiro são discutidas na entrevista com o presidente do grupo educacional que controla o Ibmec, Claudio Haddad. Ex-diretor do Banco Central e ex-sócio do banco Garantia, Haddad diz que, até agora, o brasileiro podia obter boa rentabilidade e elevada liquidez numa mesma aplicação. Mas alerta que, com a tendência de maior estabilidade e queda de juros no longo prazo, o investidor terá de optar entre uma vantagem e outra.Os jargões utilizados pelos profissionais do mercado financeiro e o ritual das assembléias de acionistas também estão na edição de junho, que relata ainda a experiência do humorista Marcelo Madureira no mercado de ações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.