‘Estadão’ tem o maior engajamento da web brasileira

‘Estadão’ tem o maior engajamento da web brasileira

Monitoramento mostra que ‘Estado’ lidera em número de curtidas, compartilhamentos e recomendações por informação publicada

O Estado de S. Paulo

20 de junho de 2015 | 16h04

O Estadão é o site de notícias com o maior engajamento da internet brasileira. Os textos e vídeos publicados pelos sites do jornal registraram, em média, 1.012 interações (compartilhamentos, curtidas e recomendações) cada um em 2014, 27% mais que o segundo colocado. Além disso, nos primeiros cinco meses do ano o jornal ficou nesse quesito à frente de nomes globais como The New York Times, The Guardian e Washington Post.

Os dados são periodicamente compilados pela Bites, consultoria que representa no Brasil a metodologia da irlandesa NewsWhip, uma das principais empresas globais de monitoramento da repercussão em redes sociais dos veículos de informação do mundo. A mais recente versão do estudo analisou os 30 principais sites de jornais, revistas e grandes portais do País.

O monitoramento da NewsWhip leva em consideração as ações executadas pelos leitores a partir das páginas do site. Entram no cálculo as curtidas, os compartilhamentos e comentários no Facebook, a distribuição via Twitter, as recomendações de textos no LinkedIn e a divulgação de imagens no Pinterest.

“Esse estudo comprova que o modelo clássico de jornalismo, praticado pela maior parte das empresas de mídia do País, ainda é uma das fontes mais confiáveis de informação à disposição da sociedade, mesmo dentro do universo digital”, disse Manoel Fernandes, diretor da Bites.

“O engajamento é o que separa dois tipos de mídia: a destinada a durar e a oferecer um provável valor aos seus leitores e anunciantes, e aquela que não terá esse futuro”, disse ao Estado Ken Doctor, um dos principais analistas da indústria jornalística e autor do best-seller Newsonomics, que destrincha as transformações do setor informativo. “O engajamento não é apenas uma boa ideia. É o melhor caminho para chegarmos ao modelo de negócios da próxima geração.”

No ano passado, o Estadão publicou 72 mil textos e vídeos, gerando um total de pouco mais de 73 milhões de interações. Só nos primeiros cinco meses deste ano foram publicadas 35.490 reportagens com mais de 123 milhões de interações, um crescimento de 68,5% em relação a todo o ano de 2014.

O engajamento do Estadão mostra que a credibilidade do jornal, que tem 140 anos de existência, também está presente no meio digital. O estudo é relevante por analisar um ano em que o Brasil passou por eleições presidenciais e sediou a Copa do Mundo. Entende-se por engajamento o nível de envolvimento e interação que um indivíduo tem com uma marca.

No total, os 30 veículos analisados pela Bites publicaram 2,6 milhões de artigos em 2014. A consultoria opta por manter em sigilo os nomes dos portais, jornais e revistas avaliados, mas fornece os números. O primeiro colocado em volume de notícias publicou 22% deste montante e teve 133 milhões de interações. O Estadão publicou 3% de todo o conteúdo e obteve 14% do total de interações.

Fernandes destaca também a grande participação do público jovem nesse desempenho do Estadão. “Segundo a Comscore, que pesquisa o mercado digital, 61,7% dos internautas no Brasil têm menos de 34 anos. É deste grupo que saem os compartilhamentos nas redes sociais.”

Mais conteúdo sobre:
estadãoweb

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.