Wilton Júnior/Estadão
Wilton Júnior/Estadão

Estado do Rio aprova Orçamento de 2018 com rombo de R$ 10 bilhões

Em mensagem incluída no projeto de lei orçamentária, Pezão reconhece que as contas propostas mantêm o Estado acima do limite máximo da despesa de pessoal ditado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)

Vinicius Neder, O Estado de S.Paulo

12 Dezembro 2017 | 19h34

RIO – A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou nesta terça-feira, 12, o Orçamento de 2018 do governo do Estado, que prevê um déficit de R$ 10 bilhões. Conforme o projeto de lei orçamentária enviado pelo Executivo, as receitas líquidas estão estimadas em R$ 62,575 bilhões. Já as despesas estão calculadas em R$ 72,591 bilhões.

Na mensagem do projeto de lei, enviado à Alerj no fim de setembro, o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) diz que a proposta orçamentária de 2018 “levou em conta todo o cenário atual adverso em que nos encontramos” e reconhece que o orçamento mantém o Estado acima do limite máximo da despesa de pessoal ditado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

++Delator diz que Pezão sabia de pagamentos irregulares na campanha de 2014

“As despesas superarão as receitas em 16%. Justifica-se então a continuidade da política de contingenciamento bem como a adoção de novas medidas duras, tais como o programa de desligamento voluntário e licença sem remuneração incentivada. Tudo isso objetivando o reequilíbrio de nossas finanças”, diz o texto do projeto de lei.

A mensagem de Pezão cita medidas de redução de gastos e a adesão do governo fluminense ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF), criado pelo governo federal em maio.

VEJA TAMBÉM Governo federal critica Estados por mau uso de verba para cadeias

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.