Estados terão crédito de R$ 4 bi para obras

BRASÍLIA

Edna Simão, O Estado de S.Paulo

28 de maio de 2010 | 00h00

O governo tomou ontem duas medidas que beneficiam estados e municípios em um ano eleitoral. Ontem, o Conselho Monetário Nacional (CMN) ampliou a capacidade de endividamento de 24 estados e do Distrito Federal em R$ 12 bilhões neste ano,

Além disso, criou uma linha de crédito de R$ 4 bilhões na Caixa Econômica Federal para bancar as contrapartidas dos estados e municípios no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e no Minha Casa, Minha Vida.

Neste caso, o objetivo é evitar a paralisação de obras prioritárias, por falta de dinheiro dos governos estaduais e municipais.

A linha de crédito contará com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) com juros subsidiados. Os estados e municípios terão 10 anos para efetuar o pagamento, com dois anos de carência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.