Saul Loeb / AFP
Saul Loeb / AFP

Estados Unidos criam 157 mil vagas em julho e taxa de desemprego cai para 3,9%

Salário médio por hora dos trabalhadores subiu 0,26% no mês passado ante junho, para US$ 27,05 por hora

Gabriel Bueno da Costa, O Estado de S.Paulo

03 Agosto 2018 | 10h46

WASHINGTON - Os Estados Unidos criaram 157 mil empregos em julho, segundo dados com ajustes sazonais publicados hoje pelo Departamento do Trabalho. O resultado ficou fora do intervalo das estimativas de analistas ouvidos pelo Estadão/Broadcast, que previam geração de 175 mil a 250 mil vagas e abaixo da mediana, que apontava para criação de 193 mil postos de trabalho em julho. 

Por outro lado, a taxa de desemprego caiu de 4,0% em junho para 3,9% em julho, em linha com a previsão.

Embora o resultado de julho tenha ficado abaixo das projeções, o resultado de junho foi revisado de 213 mil para 248 mil. Em maio, a revisão passou de 223 mil vagas criadas para 268 mil. Ambos os aumentos resultaram em ganho líquido de 59 mil no período.

O salário médio por hora dos trabalhadores subiu 0,26% no mês passado ante junho, ou US$ 0,07, para US$ 27,05 por hora. O dado veio acima da previsão do Broadcast e do The Wall Street Journal, de acréscimo de 0,20%. Na comparação anual, o aumento foi de 2,7%.

A taxa de participação da força de trabalho ficou estável em relação a junho, em 62,9% em julho. O indicador subiu de uma baixa recente de 62,3% em 2015 e se estabilizou nos últimos anos na faixa entre 62,6% e 63%.

O mês de julho marcou o 95º mês seguido de criação de empregos nos EUA, a série mais longa da história./Com Dow Jones Newswires

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.