Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Estados Unidos incluem Brasil em lista da pirataria

O governo dos Estados Unidos calcula que a perda de suas empresas com CDs, vídeos, softwares e livros piratas no Brasil chegue a US$ 708 milhões ao ano. O cálculo faz parte de uma lista preparada pela Representação de Comércio dos Estados Unidos sobre países onde ocorreriam violações aos direitos autorais. A relação saiu nesta segunda-feira em um relatório da Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento. Segundo a listagem, as maiores perdas ocorrem com cassetes e CDs. No total, as empresas americanas perderam, em 2001, US$ 302 milhões no Brasil. Outro prejuízo ocorreu no setor de softwares para escritório, somando US$ 272 milhões. Outros 53 países fazem parte da lista, que é liderada pela Ucrânia. São os ucranianos os que mais falsificam produtos americanos, em comparação com o total das vendas dos produtos originais. Outra preocupação é o Paraguai, onde os prejuízos chegaram a US$ 262 milhões em 2001.

Agencia Estado,

19 de novembro de 2002 | 01h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.