Reuters
Reuters

'Estamos buscando indícios de lavagem de dinheiro'

Procurador-geral de Genebra, na Suíça, explica operação no HSBC

Entrevista com

Olivier Jornot

Jamil Chade, O Estado de S.Paulo

19 Fevereiro 2015 | 02h04

Clientes e operadores que tiveram contas no HSBC também poderão ser indiciados por lavagem de dinheiro, e não apenas o banco, de acordo com o procurador-geral de Genebra.


Qual o objetivo do processo penal que o sr. abriu?

O objetivo dessa investigação é exatamente verificar se as informações que foram publicadas são relevantes e se acusações de fato podem ser feitas, tanto contra o banco, pessoas físicas, colaboradores ou clientes. A busca está ocorrendo.

Qual o objetivo dessas buscas?

Até agora, nosso objetivo é proteger as informações relacionadas com contas e clientes que foram mencionados tendo recursos ligados a ofensas criminais. Estamos buscando indicações de lavagem de dinheiro, já que é por lavagem de dinheiro agravado que o caso foi aberto. O que estamos buscando hoje (ontem) não são ainda provas. Mas documentos e informações que nos permitam analisar a situação.

Por que o processo foi aberto apenas agora?

A informação que serve de base para a investigação criminal é a informação que foi publicada pela imprensa nos últimos dias.

Então esse caso apenas surgiu depois que a imprensa fez as revelações?

Informações na imprensa são difundidas com certa regularidade, algumas com mais substância que outras. Algumas geram investigações, mesmo que elas não sejam anunciadas em público. Portanto, o fato de que estamos aqui hoje (ontem) não significa que não tenhamos investigado coisas no passado.

Autoridades de diversos países já tinham essa lista de clientes há anos. Vocês só descobriram agora?

Existe o momento certo de agir.

O que foi revelado pela imprensa é datado de oito ou nove anos. Porque só agora interessa? Ainda são informações relevantes?

O crime de lavagem de dinheiro prescreve apenas em 15 anos. Portanto, não temos problemas em realizar uma investigação sobre algo que ocorreu nesse período.

A existência de contas relacionadas com o escândalo da Petrobrás será investigada?

Não quero me pronunciar sobre isso ainda. Mas a base de clientes será investigada. 

Mais conteúdo sobre:
HSBCCorrupção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.