Estamos mais próximos do final da crise, diz Paulson

Secretário do Tesouro afirma em discurso que o pior da crise de crédito nos EUA já foi superado

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

16 de maio de 2008 | 13h20

O secretário do Tesouro dos EUA, Henry Paulson, disse nesta sexta-feira, 16, que apesar dos atuais desafios apresentados pelo mercado imobiliário, o cenário geral dos mercados financeiros norte-americanos melhorou nos últimos meses.  Veja também: Entenda a crise nos Estados Unidos   Cronologia da crise financeira   Paulson, em um discurso bastante otimista que parecia sugerir que o pior da crise do crédito já foi superado, afirmou que a liquidez do mercado e o nível de confiança dos investidores estão melhorando em vários setores, como o de bônus corporativos, de dívida alavancada e dívida de elevado rendimento.  Ao mesmo tempo, os mercados de capital e de crédito estão se estabilizando, mantendo os mercados "consideravelmente mais calmos agora" do que estavam em março, afirmou Paulson. "Pelo meu julgamento, estamos mais próximos ao final do que ao início do período de turbulência dos mercados", afirmou Paulson. "Olhando adiante, espero que os mercados financeiros deixem de ser tão orientados pela turbulência recente e passem a ser orientados pelas condições mais amplas da economia e, especialmente, pela recuperação do setor imobiliário." Paulson observou que certas taxas de referência para o crédito e para o interbancário permanecem elevadas e ainda "não funcionam como é o normal". Mas "a tendência indica melhora", disse. "Acredito que estamos no caminho certo para resolver os problemas do mercado e construir um sistema financeiro mais forte."

Tudo o que sabemos sobre:
Crise nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.