coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Este é o momento de investir na Argentina, diz Grupo Brasil

"Este é o melhor momento para que os empresários brasileiros invistam na Argentina". O conselho é do presidente do Grupo Brasil, entidade que reúne as maiores empresas brasileiras instaladas na Argentina, Elói de Almeida. Em meio aos preparativos para a visita que o ministro de Indústria, Sérgio Amaral, fará ao país na próxima semana, acompanhado por uma comitiva de empresários, Elói de Almeida afirma que se o Brasil não desembarcar investimentos, rapidamente, na Argentina , outros países o farão primeiro. Ele explica que a maioria das empresas argentinas está descapitalizada , em busca de sócios ou de compradores."Isso gera um atrativo muito grande aos empresários interessados em investir na América Latina porque podem recuperar estas empresas com poucos recursos para que sejam competitivas dentro de pouco tempo", calcula. Com a desvalorização do peso, no mesmo nível que o real, e as empresas recuperadas, o "Brasil sofrerá uma forte concorrência no futuro", destaca. Por isso, ele aconselha o empresariado brasileiro a eliminar seu futuro concorrente, aliando-se à ele no "momento adequado que é o atual". Ele cita algumas áreas para bons negócios: logística, transporte, têxtil, frigoríficos, alimentos entre outras. Para o presidente Eduardo Duhalde, o raciocínio do presidente do Grupo Brasil o faz tremer porque contraria sua política de defesa da indústria nacional. No entanto, Duhalde já mencionou o interesse de realizar parcerias com o Brasil que defendam o selo Mercosul em busca de terceiros mercados.Leia o especial

Agencia Estado,

14 de março de 2002 | 09h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.