Estimativa de safra cai, mas deve ser maior que 2005

A produção de grãos na safra 2005/06 será de 119,4 milhões de toneladas, representando aumento de 4,8% em relação à safra anterior, que foi de 113,9 milhões de toneladas. Os números fazem parte do oitavo levantamento de safra realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgados nesta quinta-feira. Em relação à pesquisa divulgada no mês passado, a produção agrícola caiu novamente. Em junho, a estimativa era de colheita de 120,3 milhões de toneladas de grãos. O número divulgado nesta quinta representa queda de 0,7% na comparação com a previsão do mês passado. "Essa queda é provocada pelas condições climáticas adversas, como o prolongamento da estiagem na maioria dos Estados e o excesso de chuvas no Centro-Oeste, além da incidência de doenças fúngicas, como a ferrugem asiática da soja", informou o presidente da estatal, Jacinto Ferreira.IBGEO levantamento da Conab vai ao encontro do divulgado na última quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o levantamento, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas de 2006 deve ser de 118,525 milhões de toneladas, volume 0,92% inferior às 119,707 milhões de toneladas previstas em maio. Apesar da queda, caso o volume seja atingido, a colheita será superior em 5,29% às 112,574 milhões de toneladas obtidas em 2005. Segundo o instituto, houve retração de 3,82% na área plantada, para 45,753 milhões de hectares, em relação à do ano passado. As maiores reduções foram para a mamona (-31,42%), o algodão herbáceo (-28,28%), a cevada (-26,45%), o trigo (-26,41%), o arroz (-24,13%), o amendoim 1ª safra (-19,20%), o triticale (-12,46%) e o sorgo (-10,42%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.