Estimativa do mercado para IPCA cai abaixo de 6%

As estimativas de mercado para o IPCA em 12 meses à frente caíram de 6,01% para 5,93%, mostra a pesquisa semanal feita pelo Banco Central junto a cerca de 80 instituições do mercado. Foi a primeira vez em que a projeção do IPCA 12 meses à frente fica abaixo de 6%. As estimativas de IPCA para 2003, segundo o BC, também ficaram abaixo da marca de 9,50% pela primeira vez. A estimativa de IPCA para o corrente mês contida na pesquisa ficou em 9,40%. As projeções de IPCA para 2004, no entanto, mantiveram-se estáveis em 6%, contra um centro de meta de 5,5%. As previsões de IPCA para o corrente mês caíram de 0,50% para 0,47%, e as estimativas para dezembro próximo recuaram de 0,50% para 0,47%. A pesquisa do BC ainda detectou uma diminuição das projeções de reajuste dos preços administrados em 2003 de 13,60% para 13,56%, e as previsões de para 2004 foram mantidas em 8% pela décima sexta semana. Taxa SelicAs projeções de mercado para a taxa Selic no final de dezembro próximo aumentaram de 17,32% para 17,34% ao ano na pesquisa semanal feita pelo Banco Central. As estimativas para o final do mês em curso, no entanto, foram mantidas nos mesmos 18% ao ano da pesquisa divulgada na semana passada. As expectativas para a Selic no final de 2004 ficaram estáveis em 14,50% ao ano. A pesquisa do BC registrou ainda uma elevação da estimativa da Selic média de 2003 de 23,30% para 23,32% ao ano, enquanto as expectativas para a taxa média do próximo ano permaneceram em 15,60% ao ano. PIB As projeções de mercado para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2004 subiram de 3,29% para 3,40%. O valor projetado está mais próximo das estimativas de crescimento de 3,5% feitas pelo governo. As previsões para 2003 subiram, na mesma pesquisa, de 0,66% para 0,68%. Investimentos estrangeiros As estimativas de mercado para o investimento estrangeiro direto em 2003 foram mantidas em US$ 9 bilhões. O valor é menor que os US$ 10 bilhões estimados pelo Departamento Econômico (Depec) do BC no final do terceiro trimestre do ano. As previsões de investimentos para 2004 também ficaram estáveis nos mesmos US$ 12 bilhões da pesquisa divulgada na semana passada. Câmbio As estimativas de mercado para a taxa de câmbio no fim do corrente mês subiram de R$ 2,91 para R$ 2,92. As projeções para o final de dezembro, no entanto, ficaram estáveis em R$ 3,00. As expectativas para o câmbio no fim de 2004 também não se alteraram e ficaram nos mesmos R$ 3,25 da pesquisa divulgada na semana passada. As estimativas de câmbio médio para o ano em curso foram mantidas, no mesmo levantamento, em R$ 3,08, e as previsões para 2004 recuaram de R$ 3,15 para R$ 3,14.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.