Estimativas da safra de grãos da Rússia caem devido a seca

O centro meteorológico da Rússia cortou suas previsões para a safra 2012 de grãos, incluindo leguminosas, para entre 77 e 80 milhões de toneladas, após uma seca atingir diversas áreas do país, disse Alexandre Frolov, diretor da entidade, nesta sexta-feira.

Reuters

27 de julho de 2012 | 12h19

Anteriormente, o Serviço Federal de Monitoramento Hidrometeorológico e Ambiental da Rússia (Rosgidromet, na sigla oficial) esperava que a safra do país seria de 83 a 86 milhões de toneladas de grãos neste ano, abaixo no volume do ano anterior, de 94 milhões de toneladas.

A seca de primavera foi seguida por persistentes chuvas no sul das região agrícola da Rússia, e a seca na Sibéria e no vale do Rio Volga, aumentando temores de uma possível interrupção das exportações de grãos do país.

O Ministério da Agricultura da Rússia mantém as previsões para a safra de grãos deste ano entre 80 e 85 milhões de toneladas, afirmou um representante do órgão nesta sexta-feira.

A pior seca em mais de 50 anos no cinturão dos grãos no Meio-Oeste dos Estados Unidos gerou uma alta de um mês nos preços do grãos, aumentando preocupações com os preços globais dos alimentos. Nesta sexta-feira soja, milho e trigo operavam em alta na bolsa de Chicago.

(Reportagem de Polina Devitt)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSCLIMARUSSIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.