Estivadores desistem de paralisação no porto de Paranaguá

Os estivadores do Porto de Paranaguá decidiram retirar o apoio à paralisação das atividades no terminal, que é liderada pelos operadores portuários. Apesar de ser a maior categoria de trabalhadores, com cerca de 1,5 mil pessoas, sozinha ela não consegue colocar o porto em movimento, pois trabalha dentro dos navios. O governo do Estado comemorou o fato de essa categoria unir-se à dos caminhoneiros, que também não está apoiando a paralisação. A Polícia Civil de Paranaguá, com apoio do Centro de Operações Policiais Especiais, começou hoje a apurar as responsabilidades pela paralisação, assim como a depredação da sede do Sindicato dos Operadores, ocorrida sábado à noite. Segundo a concessionária Ecovia Caminho do Mar, a fila de caminhões está no quilômetro 70.

Agencia Estado,

22 Março 2004 | 17h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.