Estoque de crédito sobe 1,6% em junho, segundo BC

O estoque de crédito no Sistema Financeiro Nacional cresceu 1,6% em junho, na comparação com maio, e chegou a R$ 1,834 trilhão, segundo dados divulgados hoje pelo Banco Central (BC). Com isso, a relação entre crédito e Produto Interno Bruto (PIB) passou de 46,9% para 47,2% no mês de junho.

EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

27 de julho de 2011 | 10h56

No acumulado do ano, o estoque de crédito tem crescimento de 7,5% e, em 12 meses encerrados em junho, a expansão atinge 20%. Até maio, a evolução do crédito em 12 meses acumulava alta de 20,4%. Nos últimos três meses - junho, maio e abril - o saldo de operações registrou alta de 4,6% ante o período imediatamente anterior.

Juros no crédito livre

Os juros cobrados nas operações de crédito livre no País caíram de 40% em maio para 39,5% em junho, de acordo com dados divulgados hoje pelo Banco Central. Da mesma forma, as taxas cobradas nos empréstimos à pessoa física recuaram de 46,8% para 46,1% ao ano, bem como os juros incidentes nas concessões às empresas, que passaram de 31,1% ao ano para 30,8% ao ano.

O mesmo ocorreu com o spread médio cobrado nas operações de crédito livre, que recuou de 27,9 pontos porcentuais para 27,3 pontos porcentuais. No crédito às famílias, o spread caiu de 34,3 pontos porcentuais para 33,6 pontos porcentuais. Nas concessões às pessoas jurídicas, o spread caiu de 19,4 pontos porcentuais para 18,9 pontos porcentuais.

A inadimplência se manteve estável em 5,1% no total do crédito livre, refletindo a inexistência de mudança nos níveis de atraso de pessoas físicas (6,4%) e jurídicas (3,8%).

Tudo o que sabemos sobre:
créditoestoquejurosBC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.