Estoques de minério importado na China recuam

Volume do produto brasileiro na semana era de 19,05 milhões de toneladas, queda de 50 mil

David Stanway, da Reuters,

28 de dezembro de 2009 | 11h33

O volume de minério de ferro importado nos principais portos da China era de 66,45 milhões de toneladas até o final da semana passada, 300 mil toneladas a menos na comparação com a semana anterior, de acordo com a consultoria Mysteel.

 

O minério importado da Austrália encerrou a semana com 21,51 milhões de toneladas, queda de 440 mil toneladas. Já o volume do produto brasileiro era de 19,05 milhões de toneladas, queda de 50 mil. O minério indiano ficou em 13,16 milhões de toneladas, 20 mil toneladas a menos do que na semana anterior.

 

Com o aperto da oferta, os preços do minério de ferro subiram 3,6% durante a semana, com os preços do minério importado avançando 5,7%, disse a Mysteel. Mas o aumento do preço foi na verdade menor do que o esperado, afirmou Luo Wei, analista da China International Capital.

 

"O mercado tem estado preocupado com os altos estoques, com a demanda por aço do setor imobiliário no ano que vem e com os preços do minério de ferro subindo mais lentamente do que o esperado", escreveu Luo em uma nota.

 

"Achamos que o setor está fundamentalmente andando em uma boa direção e o mercado tem sido muito pessimista". De acordo com traders, as usinas da China têm elevado os estoques de minério de ferro e de aço, apostando em uma esperada alta nos preços do mercado à vista no mês que vem.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaminérioimportaçãoferro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.