finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Estrangeiros cobram maior juro no cheque especial

Segundo estudo da EFC Engenheiros Financeiros, as maiores taxas de juros em cheques especiais estão sendo praticadas por dois bancos estrangeiros (Citibank e Sudameris) e os outros três pertencem aos maiores bancos privados: o Boavista (do Bradesco); o Banestado (do Itaú) e o Bandeirantes (do Unibanco).Entre os cinco com menores taxas, há três estrangeiros de menor porte no Brasil (Lloyds, Tokyo e Comercial Uruguai) e dois brasileiros de porte médio (Santos e Sofisa). A menor taxa de juro de cheque especial está sendo praticada pelo Lloyds (2,24% ao mês) e a maior pelo Citibank (13,10% ao mês). A Nossa Caixa está praticando a menor taxa de juros entre os bancos de varejo para desconto de duplicata: 2,63% ao mês. Segundo o presidente da EFC, Carlos Daniel Coradi, as taxas apesar de declinantes estão "muito altas" já que 2,63% ao mês significa 37% ao ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.