coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Estrangeiros compraram mais pós-fixados e títulos cambiais

As instituições financeiras foram as maiores compradoras de de papéis pós-fixados - LFTs - e de títulos cambiais de emissão do Tesouro, as NTN-Ds. Do total ofertado de LFTs em maio, 76,67% foram adquiridos pelas instituições estrangeiras. No caso dos papéis cambais, essas instituições ficaram com 68,33% dos títulos ofertados pelo governo no mês passado. As instituições nacionais foram as maiores compradoras de títulos públicos ofertados em maio. De acordo com os dados divulgados há pouco pelo Tesouro Nacional e o Banco Central (BC), do total de títulos ofertados no mês passado, 58,64% foram comprados por instituições nacionais.Depois que o Banco Central teve que promover o encurtamento da dívida para acalmar o mercado financeiro, o volume de títulos públicos com vencimento neste ano já teve um aumento adicional de R$ 22,4 bilhões em junho. Os investidores não estão mais dispostos a manter em suascarteiras papéis com vencimento após o fim do governo Fernando HenriqueCardoso. A redução do prazo da dívida está sendo feita com troca de LFTs (títulos corrigidos pela variação da taxa Selic) e títulos cambiais (corrigidos pela taxa de câmbio) com vencimentos em 2003, 2004, 2005 e 2006 por outros com prazo de resgate ainda neste ano. Segundo o chefe do Departamento de Operações de Mercado Aberto (Demab) do Banco Central (BC), Sérgio Goldenstein, vencem até o final deste ano R$ 112 bilhões em títulos. Esse valor já leva em conta o volume adicional que foi acrescido com as trocas feitas neste mês. Pelos cálculos do Banco Central, foram trocadas até agora R$ 19,4 bilhões em LFTs com prazo de resgate de 2003 a 2006 por outras com vencimento em outubro e novembro deste ano. Desse total de R$ 19,4 bil hões, R$ 14,3 bilhões são referente à troca de LFTs de 2003 e R$ 5,1 bilhões depapéis com vencimento de 2004 a 2006. O Banco Central também trocou atéagora, em junho, R$ 3 bilhões em títulos cambiais que venciam em 2004 e 2005 por outros com vencimento em 2002.

Agencia Estado,

19 de junho de 2002 | 15h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.