Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Estratégia para manter Estados e municípios na reforma depende de defesa de governadores

Políticos contrários à mudança estão pedindo que governadores com influência no Congresso convençam seus deputados a defender a manutenção do texto

Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

25 de abril de 2019 | 16h27

Um dos principais embates que a reforma da Previdência deverá enfrentar na comissão especial é a questão de se manter Estados e municípios no texto. Para evitar que essa alteração aconteça, políticos contrários à mudança estão pedindo que governadores com influência no Congresso convençam seus deputados a defender a manutenção desses entes no texto, além de pedir que eles assumam uma defesa mais enfática da reforma, inclusive em suas bases eleitorais.

Deputados e partidos têm se declarado contra manter na proposta o dispositivo que faz com que, uma vez aprovada pelo Congresso, a reforma passe a valer automaticamente para todas as unidades da federação. Com a retirada da abrangência das regras, as administrações regionais deixariam de economizar R$ 500,8 bilhões em 10 anos.

 

Partidos do Centrão

Grupo informal formado por PP, PR, DEM, PRB, Solidariedade - querem retirar da reforma essa vinculação das regras. Os deputados alegam que não vão votar a favor de medidas que afetam a vida dos servidores dos Estados, enquanto os governadores criticam a proposta de reforma para seus eleitores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.