Estratégia pode ser ampliada

O movimento da LLX pode significar uma possível extensão da estratégia de saída da Bolsa para outras empresas do grupo EBX. Na semana passada, surgiram boatos sobre uma possível retirada da CCX (da área de carvão), após sua estreia nos pregões em maio.

O Estado de S.Paulo

31 de julho de 2012 | 03h05

Embora acreditem que faltaria fôlego a Eike para fechar o capital da companhia de petróleo OGX, o mercado não vê como impossível a repetição do feito na subsidiária do setor naval e offshore (OSX).

"Essa decisão não é questão de preço, é questão de estratégia. Todas as empresas dele estão longe da maturidade. Se Eike sair da bolsa, ele fecha uma janela de financiamento futura. Ele terá que pôr grana própria ou contrair dívida", avalia um analista, que pediu para não ser identificado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.