Estresse energético vai continuar, prevê secretário do RJ

A crise no setor energético deve se prolongar, na visão do secretário estadual de Desenvolvimento do Rio de Janeiro, Júlio Bueno. Segundo ele, o período de "estresse" só terminará se voltar a chover ou após o crescimento da geração de energia no País no médio prazo. Segundo ele, o governo agiu corretamente ao anunciar a operação de novas usinas a óleo para garantir o suprimento de energia no Brasil.Bueno aproveitou para descartar uma ameaça de falta de gás no Estado, ao lembrar que a Justiça manteve ontem a liminar que garante o fornecimento do produto pela Petrobras. No final do ano passado, a estatal tentou reduzir para o limite contratual o volume de venda de gás para o Estado com o objetivo de desviar a produção para as térmicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.