Estudo aponta Brasil como 37º melhor país para negócios

O Brasil será, nos próximos cinco anos, o 37º melhor país do mundo para se fazer negócios segundo um estudo divulgado hoje pela consultoria britânica Economist Intelligence Unit (EIU). Em relação ao ?ranking de ambiente para negócios? que abrangeu os últimos cinco anos (1998-2002), o Brasil avançou apenas uma posição.Entre os 60 países avaliados pela EIU, o Canadá foi considerado o melhor para se conduzir negócios entre 2003 e 2008. A Holanda ocupa o segundo lugar, seguida da Finlândia, Reino Unido, Estados Unidos, Suíça, Cingapura, Hong Kong Dinamarca e República da Irlanda. A Nigéria ocupa a última posição, precedida pelo Irã. Na América Latina, o país melhor posicionado para o receber investimentos nos próximos cinco anos é o Chile, no 18º lugar. O México ocupa a 33a posição e a Argentina a 43a. Para elaborar o estudo, a EIU avalia setenta critérios em cada país, que mostram as vantagens e desvantagens para se fazer negócios. Segundo a consultoria, o Brasil tem uma particular fraqueza no critério ?eficiência política?. Entre os problemas apresentados pelo País, estão a burocracia, o sistema legal, a corrupção e o crime. O regime fiscal do País também é um ponto fraco, segundo o estudo. Na área de infra-estrutura, o Brasil apresenta problemas na rede telefônica, malha rodoviária, distribuição e produção elétrica, sistemas ferroviário e portuário, entre outros. A performance do Brasil é superior à média dos outros países nos critérios ?estabilidade política? e ?oportunidades de mercado?. ?A posição do Brasil como destino de investimentos vai melhorar de acordo com a extensão do sucesso dos esforços do governo em reduzir a corrupção e o crime, e na aprovação da reforma dos sistemas previdenciário e tributário?, explica o analista para o Brasil da EIU, Emily Morris. ?O governo também precisa trabalhar por melhoras na infra-estrutura, através de investimento direto ou com estímulo ao investimento privado através de melhorias na estrutura regulatória do País?. Ranking por regiãoEm termos de regiões, o estudo aponta a América do Norte como a melhor para se fazer negócios, seguida pela Europa Ocidental, Ásia, América Latina, Europa Oriental, Oriente Médio e África. Segundo a EIU, todas as regiões, com exceção da América do Norte, terão melhorias nos seus ambientes operacionais para negócios nos próximos cinco anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.