Estudo do BC sobre spread vai mirar crédito à Pessoa Física e à PME

Presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, lembrou que nos segmentos de pessoa física e de pequenas e médias empresas os spreads ainda estão em patamares elevados

Fernando Nakagawa e Célia Froufe, da Agência Estado, Agencia Estado

28 de fevereiro de 2012 | 14h04

O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, sinalizou hoje que o foco da equipe econômica sobre o tema dos spreads bancários é o crédito voltado aos segmentos de pessoa física e o de pequenas e médias empresas (PME).

"O spread no crédito para pessoa física evoluiu ao longo dos últimos anos, mas ainda é elevado. O spread para pequena e média empresa também precisa evoluir", disse em audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. Diante dos patamares ainda elevados nos spreads desses dois segmentos, Tombini disse aos senadores que os dois setores são "foco de estudo" sobre o tema.

Tudo o que sabemos sobre:
estudoBCcréditoPFPJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.