Etanol continua atrativo em relação à gasolina

O patamar da relação entre o preço do etanol e o da gasolina diminuiu entre a primeira e a segunda semanas deste mês, passando de 65,94% para 65,31%, informou ontem o coordenador do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), André Chagas. O resultado apurado no período é muito parecido ao da segunda semana de outubro de 2013, de 65,29%.

O Estado de S.Paulo

18 de outubro de 2014 | 02h03

Chagas ressaltou que os preços do álcool combustível seguem atrativos na comparação com os da gasolina. Em outro levantamento da Fipe, do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da segunda quadrissemana (últimos 30 dias terminados na quarta-feira, 15), o preço do etanol registrou variação negativa de 0,60%, ante recuo de 0,16% na primeira leitura do mês. Já o preço da gasolina cedeu 0,34%, depois de um declínio de 0,30%.

Para especialistas, o uso do etanol deixa de ser vantajoso em relação à gasolina quando o preço do derivado da cana representa mais de 70% do valor da gasolina. A vantagem é calculada considerando que o poder calorífico do motor a etanol é de 70% do poder dos motores a gasolina. Entre 70% e 70,50%, é considerada indiferente a utilização de gasolina ou etanol no tanque. / MARIA REGINA SILVA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.