Etanol segue competitivo apenas em SP, MT e GO

Os preços de etanol seguem competitivos em relação a gasolina apenas nos postos de combustíveis dos estados do São Paulo, Goiás e Mato Grosso, de acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), compilados pelo AE-Taxas, referentes à semana terminada em 29 de julho de 2011. Em 23 Estados e no Distrito Federal (DF), a gasolina está competitiva no bolso no consumidor.

EDUARDO MAGOSSI, Agencia Estado

29 de julho de 2011 | 20h14

O preço médio da gasolina no Estado de São Paulo está em R$ 2,675 por litro, o que torna o etanol hidratado competitivo na região até R$ 1,8725. Na média da ANP, o preço do etanol em São Paulo ficou em R$ 1,811 por litro, 3,28% abaixo do ponto de equilíbrio entre gasolina e etanol, o que confere maior competitividade ao etanol. Na semana, os preços do etanol subiram 0,22% nos postos no Estado de São Paulo, acumulando alta de 0,72% em um mês.

A vantagem do etanol é calculada considerando que o poder calorífico do motor a álcool é de 70% do poder nos motores à gasolina. No cálculo, são utilizados valores médios coletados em postos em todos os estados e no Distrito Federal. Quando a relação aponta um valor entre 70,00% e 70,50%, é considerada indiferente a utilização de etanol ou de gasolina no tanque de combustível.

Segundo o levantamento, em São Paulo, o preço do etanol está em 67,70% do preço da gasolina (até 70% o etanol é competitivo). Em Goiás, a relação é de 64,95% e em Mato Grosso de 61,56%. A gasolina está mais vantajosa principalmente em Roraima (preço do etanol é 90,23% do valor da gasolina) e no Piauí (+87,70%).

Postos

Os preços do etanol hidratado praticados nos postos brasileiros recuaram em 10 Estados e subiram em 16 e no Distrito Federal (DF), de acordo com dados coletados pela ANP na semana terminada em 29 de julho de 2011. No período de um mês, os preços do etanol recuaram em apenas 4 Estados e registram alta em 22 Estados e no DF.

Em São Paulo, maior Estado consumidor, as cotações subiram 0,22% na semana. No período de um mês, as cotações do etanol registram alta de 0,72% nos postos paulistas. A maior alta semanal foi verificada no Maranhão, de 2,25%. A maior queda semanal foi verificada no Acre, de 2,50%, seguido de Sergipe, com 1,50%.

O preço médio em São Paulo ficou em R$ 1,811 por litro ante R$ 1,807 na semana anterior. No Paraná, o preço médio ficou em R$ 1,843 (R$ 1,857 na semana anterior). No período de um mês, a maior queda foi verificada no Amapá, onde a cotação média recuou 5,22%, seguida de Roraima com recuo de 2,28%. No mês, a maior alta foi verificada no Mato Grosso do Sul, de 5,24%, seguida de Mato Grosso com 5,17%.

Na média de preços do Brasil, a gasolina segue mais competitiva que o etanol, de acordo com a ANP. Em relação à média do preço da gasolina no País, que foi de R$ 2,757 por litro, o preço do etanol é competitivo até R$ 1,9299 por litro. Como o preço médio do etanol no Brasil está em R$ 1,996, os preços da gasolina estão 3,31% abaixo do ponto de equilíbrio.

No Brasil, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 1,519 por litro, no Estado de São Paulo. O preço máximo foi de R$ 2,99 por litro registrado no Maranhão. Na média de preços, o menor preço médio foi R$ 1,667 por litro, registrado em Mato Grosso, e o maior preço médio foi registrado no Acre, a R$ 2,497 por litro.

Tudo o que sabemos sobre:
preçoetanolcompetitividade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.