Etanol segue mais vantajoso ante a gasolina em SP

A relação entre os preços do etanol e da gasolina na cidade de São Paulo subiu de 66,22% para 66,47%, da primeira para a segunda quadrissemana do mês. Apesar da leve alta, a proporção entre os preços dos combustíveis segue em um patamar de estabilidade desde o encerramento de julho, quando era de 66,59%. Há um ano, na segunda quadrissemana de setembro de 2011, a relação era de 71,36%.

WLADIMIR D'ANDRADE, Agencia Estado

19 de setembro de 2012 | 14h13

O uso do etanol deixa de ser vantajoso em relação à gasolina quando a relação entre os preços fica acima de 70%. A vantagem é calculada por especialistas considerando que o poder calorífico do motor a etanol é de 70% do poder dos motores a gasolina.

De acordo com o coordenador do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), Rafael Costa Lima, não há certeza da trajetória que a relação entre etanol e gasolina tomará nas próximas semanas, embora ele não espere novas reduções de preço do combustível derivado da cana de açúcar. "O consumidor pode aproveitar enquanto o etanol está mais em conta", disse, durante entrevista à Agência Estado, na sede da fundação.

Tudo o que sabemos sobre:
combustíveisetanolvantagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.