Etanol segue sem competitividade nos postos de todo país

Dados da Agência Nacional do Petróleo coletados na semana terminada em 20 de abril mostram que preços do combustível subiram em 17 estados e recuaram em 7 e no Distrito Federal

Eduardo Magossi, da Agência Estado,

20 de abril de 2012 | 16h31

Os preços do etanol nos postos de combustíveis seguem sem competitividade em todo o Brasil em relação à gasolina, de acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) referentes à semana terminada em 20 de abril de 2012, compilados pelo AE-Taxas. Apenas no Mato Grosso, agora está indiferente a utilização de etanol ou gasolina no tanque dos carros flex. Nos demais 25 estados brasileiros e no Distrito Federal, a gasolina segue mais competitiva.

Segundo o levantamento, o preço do etanol está hoje em 70,56% do preço da gasolina em São Paulo. Em Goiás, a relação está em 71,09% no período analisado. No Mato Grosso, a relação está em 70,18% e no Paraná em 74,26%. A gasolina está mais vantajosa principalmente em Roraima (preço do etanol é 89,14% do valor da gasolina) e no Piauí(+88,13%).

O preço médio da gasolina no Estado de São Paulo está em R$ 2,66 por litro, o que torna o etanol hidratado competitivo na região até R$ 1,862. Na média da ANP, o preço do etanol em São Paulo ficou em R$ 1,877 por litro, 0,80% acima do equivalente à gasolina. Na semana, os preços do etanol subiram 0,16% nos postos no Estado de São Paulo, acumulando uma alta de 1,08% no período de um mês.

A vantagem do etanol é calculada considerando que o poder calorífico do motor a álcool é de 70% do poder nos motores à gasolina. No cálculo, são utilizados valores médios coletados em postos em todos os estados e no Distrito Federal. Quando a relação aponta um valor entre 70,00% e 70,50%, é considerada indiferente a utilização de etanol ou de gasolina no tanque de combustível.

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
etanolcombustíveisgasolina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.