Epitácio Pessoa/Estadão
Epitácio Pessoa/Estadão

bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Preço da gasolina sobe em 21 estados e no DF na 1ª semana do ano

Apenas em cinco estados brasileiros houve recuo nos preços médios do combustível de petróleo; na média nacional, houve alta nos postos de 0,24%, de R$ 4,099 para R$ 4,151 o litro ante a semana final de 2017

Gustavo Porto, O Estado de S.Paulo

09 de janeiro de 2018 | 22h41

RIBEIRÃO PRETO - O valor médio da gasolina vendido nos postos brasileiros subiu em 21 estados brasileiros e no Distrito Federal na semana inicial de 2018, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), compilados pelo AE-Taxas. Apenas em cinco estados brasileiros houve recuo nos preços médios do combustível de petróleo.

Na média nacional, houve alta nos postos de 0,24%, de R$ 4,099 para R$ 4,151 o litro ante a semana final de 2017. 

++Proposta do TST prevê que trabalhador derrotado só arque com custos de processo em casos novos

Em São Paulo, maior consumidor do País e com mais postos pesquisados, o litro da gasolina subiu 0,76% na semana passada, de R$ 3,945 para R$ 3,975, em média. 

No Rio de Janeiro, o combustível saiu de R$ 4,548 para R$ 4,657, em média, alta de 2,40%. Em Minas Gerais houve alta média no preço gasolina de 3,27%, de R$ 4,188 para R$ 4,325 o litro.

Etanol. Os valores médios do etanol hidratado seguem vantajosos sobre os da gasolina apenas em postos dos estados de Mato Grosso e Goiás, ainda de acordo com dados da ANP. 

++No Twitter, Meirelles diz a Silvio Luiz que gasolina 'está mais cara do que gostaríamos'

O levantamento considera que o combustível de cana, com menor poder calorífico, precisa ter preço limite de 70% do derivado de petróleo nos postos para ser considerado vantajoso.

Em Mato Grosso, onde o etanol é o mais competitivo, o biocombustível é vendido em média por 59,91% do preço da gasolina. Em Goiás e paridade está em 66,58%. Em Minas Gerais o etanol vale, em média, 70,50% do preço da gasolina, bem próximo do limite de paridade com o combustível de petróleo. Em São Paulo, a paridade está em 71,09%.

++Pesquisador da Embrapa é demitido após críticas à estatal no 'Estadão'

A gasolina é mais vantajosa no Amapá. Naquele estado, o preço do etanol atinge 93,70% do cobrado em média pela gasolina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.