Etanol tem alta após chuva afetar colheita e limitar oferta, diz Cepea

Os preços do etanol tiveram ligeira alta na última semana nas usinas paulistas, depois que chuvas afetaram os trabalhos em campo, limitando a oferta do biocombustível no mercado, apontou o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) em relatório semanal.

Reuters

26 de maio de 2014 | 12h13

O indicador Cepea/Esalq para o etanol hidratado teve aumento de 0,9 por cento, para 1,2020 real por litro na semana encerrada em 23 de maio. O anidro avançou 0,4 por cento no mesmo intervalo, para 1,3347 real por litro.

"As chuvas ocorridas principalmente no final da semana passada atrapalharam a colheita... As poucas usinas ativas tentaram negociar o etanol a preços maiores ao longo da semana", disse o Cepea.

O Cepea ressaltou que o suporte aos preços foi dado principalmente pela restrição da oferta, uma vez que a demanda não se aqueceu.

Segundo a entidade, a demanda menor ficou evidente se considerado o indicador diário Esalq/BM&FBovespa que teve queda de 2,6 por cento na sexta-feira ante o mesmo dia da semana anterior, ficando na média de 1.123,50 reais por metro cúbico.

(Por Fabíola Gomes)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSETANOLCEPEA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.