coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Ethos lança manual sobre inclusão de deficientes nas empresas

O Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, com o apoio do Senac - Centro de Educação Comunitária para o Trabalho, lança, no próximo dia 21, o manual O que as Empresas podem fazer pela Inclusão das Pessoas com Deficiência, desenvolvido em parceria com a Rede Saci/Cecae-USP e patrocinado pela Petrobras, White Martins e Confederação das Unimeds do Estado de São Paulo.Os resultados do Censo 2000 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgados recentemente, revelam que há 24,5 milhões de brasileiros com alguma deficiência física ou mental, o que representa cerca de 14,5% da população do País.Este número cresceu quase dez vezes quando comparado ao resultado do Censo de 1991. "As empresas podem ajudar muito nesse processo de reconhecimento da potencialidade das pessoas com deficiência. Podem também desenvolver programas estruturados de contratação que permitam a promoção e o desenvolvimento desse grande contingente no trabalho", afirma Oded Grajew, diretor-presidente do Instituto Ethos. Conforme os resultados de 2001 da pesquisa "Responsabilidade Social das Empresas - Percepção do Consumidor Brasileiro", realizada anualmente no Brasil pelo Instituto Ethos em parceria com a Indicator Opinião Pública, 43% dos entrevistados declararam que a contratação de pessoas com deficiência está em primeiro lugar entre as atitudes de prestígio que os estimulariam a comprar mais produtos de determinada empresa e recomendá-la a seus amigos.

Agencia Estado,

17 de maio de 2002 | 18h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.