coluna

Carolina Bartunek: ESG, o que eu tenho a ver com isso?

EUA amenizam angústia com bancos e índice dispara

A reação positiva de Wall Street ao detalhamento do plano do governo norte-americano para limpar os balanços de bancos atingidos pela crise refletiu na Bovespa, que atingiu o maior nível em 6 semanas.

REUTERS

23 de março de 2009 | 17h58

Com um salto de 5,98 por cento, o Ibovespa alcançou os 42.474 pontos, de acordo com dados preliminares de fechamento. É o maior patamar desde 9 de fevereiro. O giro financeiro da sessão somou 4,4 bilhões de reais.

O mercado respondeu com euforia às explicações do secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Timothy Geithner, sobre o plano do governo de parcerias público-privadas para limpar os bancos dos chamados ativos tóxicos que estão travando operações de crédito.

Em Wall Street, os principais índices acionários subiram mais de 6 por cento.

(Reportagem de Aluísio Alves)

Tudo o que sabemos sobre:
BOVESPAFECHAPRELIM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.