Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

EUA aprovam união Thomson-Reuters mas impõem condições

O Departamento de Justiça dosEstados Unidos aprovou a compra da agência de notícias einformações financeiras Reuters pela canadense Thomson Corp,mas impôs condições ao negócio. As empresas precisarão vender cópias de três grupos dedados financeiros e licenciar a propriedade intelectualrelacionada a essas informações dentro de 60 dias para que aunião das duas companhias siga em frente, informou oDepartamento de Justiça em um comunicado. Pelos termos do acordo, os acionistas da Reuters receberãouma combinação de dinheiro e ações da Thomson. Mais cedo, a União Européia já havia dado aval à união daThomson e da Reuters, também com certas restrições. A Thomson anunciou em maio do ano passado acordo paracomprar a Reuters. (Os repórteres e os editores envolvidos na redação e naedição dessa matéria podem ter ações da Reuters e estãosujeitos ao Código de Conduta da Reuters, que restringe anegociação de ações de empresas sobre as quais um jornalistaestá escrevendo) (Reportagem de Randall Mikkelsen)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.