EUA avaliam novas medidas para estimular economia

Em consequência de um relatório de emprego "sombrio que reforça os desafios econômicos" que os Estados Unidos têm pela frente, a Casa Branca está examinando novas medidas para estimular o crescimento, afirmou hoje o presidente Barack Obama, em breve pronunciamento. "Embora vá levar tempo e paciência, estou confiante de que nossa economia vai se recuperar", disse Obama, que prometeu continuar a perseguir medidas que ajudem a criar empregos.

SUZI KATZUMATA, Agencia Estado

06 de novembro de 2009 | 15h56

Obama citou uma lista de cinco medidas em estudo: investimentos em estradas e portos, aumento da eficiência energética, cortes adicionais de impostos para as empresas criarem empregos, aumento do crédito para pequenas empresas e suporte aos exportadores.

O presidente fez o pronunciamento depois de sancionar uma lei que prorroga os benefícios federais aos desempregados e que também estende o crédito tributário para a compra de imóveis residenciais. As informações são da Dow Jones e de agências internacionais.

Tudo o que sabemos sobre:
estímuloeconomiaObamaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.