EUA: chave para Doha é acesso a Brasil e Índia

O secretário do Tesouro dos EUA, Henry Paulson, disse que um acordo comercial global na Rodada Doha "ainda está bastante ao alcance", mas que os países em desenvolvimento precisam fazer mais concessões. "A chave para Doha será o acesso aos mercados" de países como a Índia e o Brasil, acrescentou.Paulson viaja para a Índia nos próximos dias e disse entender a necessidade desse país de conceder subsídios ao setor agrícola. Ele também pediu que os EUA não sejam considerados culpados caso as conversações fracassem e reafirmou que o governo do presidente George W. Bush "se moveu e mostrou disposição para mudar posições" durante as negociações recentes.O secretário também disse que outros países têm reclamado dos subsídios agrícolas norte-americanos porque o resto da economia dos EUA é muito aberto. "Se não concluirmos um acordo, isso não terá nada a ver com os subsídios agrícolas nos EUA", declarou. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.