EUA continuarão sendo o motor do mundo, diz Rice

A secretária de Estado dos Estados Unidos, Condoleezza Rice, tentou dissipar ontem os temores mundiais de uma recessão em seu país. "Nossa economia seguirá sendo o motor do crescimento mundial?, assegurou, no discurso da abertura oficial do Fórum Econômico Mundial, que reúne, até domingo, em Davos, na Suíça 2.500 participantes de 88 países."A economia dos Estados Unidos é resistente, sua estrutura é sólida e seus fundamentos são saudáveis no longo prazo", insistiu. Ela defendeu as medidas anunciadas pelo presidente George W. Bush para impulsionar a economia americana em um momento em que a crise financeira faz as bolsas de valores mundiais despencarem.Ainda ontem, em Washington, depois de um encontro com prefeitos de várias cidades, Bush voltou a defender seu pacote. "Conversei com eles (prefeitos) sobre meu desejo de trabalhar com o Congresso para conseguir a aprovação de um pacote que seja robusto o bastante para mexer com a economia, simples o bastante para que a população o entenda e eficiente para que tenha o impacto necessário", disse Bush. As informações são de agências internacionais e do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.