Stefani Reynolds/AFP - 19/01/2022
Stefani Reynolds/AFP - 19/01/2022

EUA criam 467 mil vagas em janeiro, mais que o esperado, mas taxa de desemprego sobe

Departamento do Trabalho revisou fortemente para cima os números de geração de postos de trabalho de dezembro, de 199 mil para 510 mil, e também de novembro, de 249 mil para 647 mil

Sergio Caldas, O Estado de S.Paulo

04 de fevereiro de 2022 | 11h15

A economia dos Estados Unidos criou 467 mil empregos em janeiro, em termos líquidos, segundo dados publicados nesta sexta-feira, 4, pelo Departamento do Trabalho do país. O resultado ficou bem acima da expectativa de analistas consultados pelo "The Wall Street Journal", de geração de 150 mil vagas. 

Por outro lado, a taxa de desemprego dos EUA subiu levemente, de 3,9% em dezembro para 4% em janeiro. O consenso do mercado era de manutenção da taxa em 3,9%.

Além disso, o Departamento do Trabalho revisou fortemente para cima os números de geração de postos de trabalho de dezembro, de 199 mil para 510 mil, e também de novembro, de 249 mil para 647 mil.

Em janeiro, o salário médio por hora aumentou 0,73% em relação a dezembro, ou US$ 0,23, para US$ 31,63, superando a previsão de alta de 0,50%. Na comparação anual, houve acréscimo salarial de 5,68% no último mês, acima da projeção de 5,20%. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.