EUA devem elevar mistura do etanol na gasolina para 15% em outubro

Decisão é apoiada pelo Departamento de Agricultura norte-americano, que trabalha em medidas para aumentar a produção do álcool combustível naquele país

Ana Conceição, da Agência Estado,

17 de setembro de 2010 | 14h02

A Agência de Proteção Ambiental (EPA, em inglês) deve anunciar em outubro a elevação do limite de mistura de etanol à gasolina de atuais 10% para 15%. Essa é a expectativa do titular do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), Tom Vilsack, segundo seu porta-voz Caleb Weaver.

O anúncio da elevação deverá ser feito na primeira quinzena de outubro. Vilsack disse em várias ocasiões apoiar o aumento da mistura, mas sempre deixou claro que a decisão cabe à EPA. Segundo ele, o Departamento está trabalhando em medidas para aumentar a produção de etanol, que nos EUA é feito a partir do milho, e de outros tipos de biocombustíveis. "O USDA pode ajudar a criar a infraestrutura que permitirá que a indústria cresça. Estamos comprometidos com isso", afirmou o secretário.

A indústria de etanol norte-americana tem capacidade para produzir 13,5 bilhões de galões (56,78 bilhões de litros) por ano. Em entrevista concedida em junho, Vilsack disse esperar um aumento substancial desse volume para breve. Unidades com capacidade total para produzir outros 1,5 bilhão de litros estão em construção ou planejamento no país. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
euaetanolgasolinamisturaaumento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.