EUA dizem poder agir se o preço do petróleo disparar

Os EUA "possuem capacidade para agir em caso de uma grande perturbação" nos preços do petróleo, afirmou o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney. "Estamos discutindo com a Agência Internacional de Energia e os países produtores de petróleo os acontecimentos no mercado", acrescentou.

GUSTAVO NICOLETTA, Agencia Estado

24 de fevereiro de 2011 | 17h43

A declaração foi feita em meio a pedidos para que os EUA colocassem no mercado parte de suas reservas estratégicas de petróleo, visto que o preço do barril superou US$ 100 na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês) e US$ 110 na plataforma ICE. Alguns analistas acreditam que uma valorização acentuada do petróleo pode afetar a recuperação da economia mundial. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleobarrilpreçoNymexEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.