EUA e Copene podem mexer com mercados

O mercado financeiro não deve ter um dia de tranqüilidade hoje. Fatores externos e internos devem contribuir para oscilações. O dólar comercial abriu em alta e há pouco estava em R$ 1,9700 na ponta de venda dos negócios - alta de 0,25% em relação aos últimos negócios de ontem. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - estáveis em relação ao registrado ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em queda de 0,45.A reação negativa ao anúncio feito pela Microsoft ontem no final do dia, de redução entre 5% e 6% de sua perspectiva de receita e lucros no quarto trimestre desse ano, deve ser percebida hoje ao longo do dia. Segundo a empresa, a receita deverá ficar entre US$ 6,4 bilhões e US$ 6,5 bilhões e o lucro por ação, entre US$ 0,46 e US$ 0,47, abaixo da previsão dos analistas de lucro por ação de US$ 0,49. Outro foco de atenção dos investidores nos Estados Unidos é a divulgação do índice de preços ao consumidor de novembro, que de ser divulgado por volta de 11h30. A previsão média de 16 economistas ouvidos em pesquisa Dow Jones/CNBC é uma alta de 0,2%. O resultado é esperado pois é mais um indicado do ritmo de desaceleração da economia norte-americana.O cenário interno, os mercados podem reagir ao fracasso do leilão da Copene. Não houve proposta de compra acima do chamado preço vinculante - equivalente ao preço mínimo -, conhecido apenas pelo leiloeiro, pela consultoria contratada para realizar o leilão e pelos vendedores. O edital previa que, caso as ofertas ficassem abaixo deste preço vinculante, os vendedores teriam conhecimento apenas da maior proposta e decidiriam, em duas horas, vender ou não suas participações na Copene. A decisão foi de não vender a companhia.Mesmo com esses fatores, os analistas mantêm a expectativa de queda da taxa básica de juros - Selic - ou, ao menos, a colocação de um viés de baixa - autorização para o presidente do Banco Central fazer o corte quando achar conveniente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.