finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

EUA e Japão destacam promessas sobre câmbio

Autoridades dos EUA e do Japão reafirmaram nesta quinta-feira a importância dos recentes compromissos de política cambial, afirmou o departamento do Tesouro dos EUA.

AE, Agencia Estado

19 de abril de 2013 | 00h06

O secretário do Tesouro dos EUA, Jacob Lew, disse na quarta-feira que ele pressionará o Japão para evitar que o enfraquecimento do iene ganhe uma vantagem competitiva à medida que seu banco central usa novas ferramentas para estimular a economia.

Autoridades e economistas estão preocupados de que os governos serão tentados a desvalorizar suas moedas para ganhar uma vantagem competitiva no comércio em meio ao fraco crescimento econômico mundial. Uma guerra cambial poderia prejudicar a recuperação global, dizem os economistas. O Japão tem sido colocado sob o foco de várias discussões, uma vez que fontes dos governos já falaram sobre colocar uma meta específica para os níveis do iene, embora tenham, desde então, recuado.

Jacob Lew e o ministro de Finanças do Japão, Taro Aso, se encontraram durante os encontros desta semana do Fundo Monetário Internacional (FMI).

"Eles discutiram os desenvolvimentos da economia global e reafirmaram a importância de uma cooperação próxima entre Estados Unidos e Japão", afirmou o Tesouro em um comunicado sobre o encontro. O Secretário Lew e o ministro Aso "também confirmaram a importância dos compromissos do G-7 e do G-20", referindo-se às promessas do G-7 e do G-20 de evitar desvalorizações competitivas

O Departamento do Tesouro também disse que os ministros de Finanças conversaram sobre os esforços para isolar a Coreia do Norte em meio a escalada de tensões. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAJAPÃOCÂMBIO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.