finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

EUA e Japão vão monitorar mercados juntos

Os Estados Unidos e o Japão definiram que irão observar o comportamento dos mercados com atenção, assim como os desdobramentos dos problemas com as hipotecas de alto risco norte-americanas, e trocar informações nos próximos dias. A informação foi dada pelo ministro das Finanças do Japão, Koji Omi. Ele e o secretário do Tesouro dos EUA, Henry Paulson, firmaram este acordo depois de uma conversa telefônica no início do dia de ontem (pelo horário local do Japão). Omi disse ainda que o governo japonês não deseja que o movimento de aperto monetário seja antecipado e que espera que o banco central do Japão examine "a situação como um todo" na reunião de política monetária de dois dias que termina na quinta-feira. "Acredito que (o BOJ) irá realizar um julgamento apropriado ao observar a situação como um todo", disse. O BOJ é o banco central japonês. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.