EUA entram na era da TV de alta definição

Em setembro de 2009, ou seja, daqui a exatos dez meses, a TV analógica sairá do ar nos Estados Unidos. Só quem tiver televisores dotados de sintonizador digital receberão os programas da TV aberta norte-americana. A introdução da nova tecnologia começou há 10 anos e seu desenvolvimento tem sido muito lento. Ainda hoje, cerca de 48% dos domicílios deste país não dispõem nem de televisor nem de um sintonizador digital. E, para surpresa geral, esses 48% não incluem apenas famílias de baixa renda, mas também boa parte da classe média norte-americana, que ainda não vê razão para investir num televisor de plasma ou cristal líquido (LCD) de grandes dimensões para assistir a poucos programas de boa qualidade com imagens alta definição.A indústria de televisores participa do NAB Show 2008, o maior evento especializado em rádio e televisão do mundo, com um propósito central: convencer mais da metade dos norte-americanos a investir num televisor digital ou, pelo menos, num sintonizador capaz de assegurar a recepção dos programas a partir de fevereiro de 2009. O maior argumento é a televisão de alta definição - razão principal da digitalização dos sinais da TV nos Estados Unidos. A pressão das emissoras e dos fabricantes é tão grande que seus lobistas já conseguiram convencer o Congresso a aprovar recursos federais para subsidiar a compra de um sintonizador digital em mais da metade dos domicílios do país. Estima-se que esse sintonizador (decodificador do sinal digital) não custe mais do que US$ 30,00 para o consumidor final.A TV aberta não é tão popular nos Estados Unidos quanto no Brasil. A maioria dos domicílios dispõe de TV por assinatura, seja a cabo, satélite ou microondas, cujas imagens em definição padrão são plenamente satisfatórias ou já deram o salto para a tecnologia digital.A grande surpresa pode vir de um terceiro fator: o Blu-ray Disc, o DVD de alta definição, que ingressa em quase 30 milhões de domicílios embutido nos aparelhos de videojogos Playstation-3 da Sony. Esses equipamentos podem justificar agora a compra do grande televisor de 42 polegadas, totalmente digital, isto é, com o sintonizador integrado. Assim, acoplados em televisores de alto padrão, esses players ou toca-discos de Blu-ray podem reproduzir filmes de alta definição, nos home theaters, e servir a toda a família.Essa é a grande expectativa que domina os especialistas, antes da abertura do NAB Show 2008 em Las Vegas. Mais de 100 profissionais visitarão os quase 2 mil estandes desta feira, que nasceu para mostrar os progressos e debater o futuro do rádio e televisão abertos.Até o Brasil tem um pavilhão, liderado pela Sociedade de Engenharia de Televisão e Telecomunicações (SET), com o objetivo de demonstrar o sistema brasileiro de TV digital e, assim, atrair a atenção dos países que ainda não optaram por nenhum dos três grandes sistemas de TV digital (norte-americano, europeu e o japonês).O NAB Show 2008 termina na quinta-feira. Ao lado da feira, o evento promove mais de 800 palestras, debates e painéis sobre as tendências da TV aberta, da Televisão sobre protocolo da internet (IPTV), rádio digital aberto e rádio digital via satélite.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.