EUA esperam recuperar os US$ 50 bi investidos na GM

A performance lucrativa da General Motors Co. no primeiro trimestre elevou a perspectiva de que o governo dos Estados Unidos vai recuperar todo o investimento de US$ 50 bilhões que fez na fabricante de carros. A informação foi dada hoje pelo diretor do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca, Lawrence Summers.

ÁLVARO CAMPOS, Agencia Estado

18 de maio de 2010 | 18h45

As autoridades da administração Obama já haviam dito que esperavam perder uma parte do financiamento de resgate oferecido à GM, considerando o tempo que deve levar para que a empresa reconquiste valor de mercado. Summers disse que a perspectiva para o pagamento total tem melhorado. Ontem, a GM anunciou seu primeiro lucro trimestral em três anos, alcançado por meio da redução de custos e do aumento nas vendas globais.

"Existe uma perspectiva real de recuperar a maior parte, senão tudo, do investimento na General Motors", disse Summers, referindo-se ao financiamento do governo federal. Ele afirmou que baseia sua avaliação no valor atual dos bônus emitidos pela GM antes da concordata. Estes bônus contêm uma opção de aquisição de ações quando a empresa voltar a ser cotada na bolsa de valores. A GM espera retornar ao mercado de ações a partir do começo do outono (no hemisfério norte).

No mês passado, a companhia pagou US$ 6,7 bilhões em empréstimos do pacote de resgate ao Departamento de Tesouro dos EUA, antes do previsto. A quantia representa a parte do dinheiro do resgate que não foi convertida em uma participação de 61%, agora detida pelo Tesouro. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
criseEUAcarrosGMajuda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.