EUA exigem que China libere o câmbio

O presidente dos EUA, George W. Bush, deu nesta quinta-feira "um recado forte" à China para que libere o câmbio. O portador do "recado" foi o secretário do Tesouro, John Snow, que visitou Pequim. "Nós esperamos que nossos parceiros comerciais tratem nossa gente com justiça. E nós não achamos que estamos sendo tratados com justiça quando uma moeda é controlada pelo governo. Nós acreditamos que as moedas deveriam ser controladas pelos mercados, para refletir o valor verdadeiro de suas respectivas economias", disse Bush em entrevista à rede de televisão CNBC.O presidente afirmou estar à espera da volta de Snow aos EUA, para saber do secretário o resultado das reuniões com as autoridades chinesas. "Estou ansioso por ouvir dele as respostas deles (os chineses), e então nós vamos lidar com isso da maneira apropriada", disse Bush.

Agencia Estado,

04 de setembro de 2003 | 19h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.