Gene J. Puskar/AP Photo
Gene J. Puskar/AP Photo

EUA investigam InBev por limitar concorrência

Reguladores americanos apuram denúncia de que cervejaria estaria prejudicando fabricantes artesanais ao comprar distribuidores de bebidas no país

Reuters

13 de outubro de 2015 | 02h02

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos está investigando denúncias de que a Anheuser-Busch InBev busca limitar a concorrência no mercado de cervejas por meio da aquisição de distribuidores, tornando mais difícil para cervejarias artesanais conseguirem colocar seus produtos nas prateleiras, de acordo com três pessoas familiarizadas com o assunto.

Nos últimos meses, a maior cervejaria do mundo abalou o mundo das cervejas artesanais ao anunciar acordos com cinco distribuidores em três Estados americanos. Nos Estados Unidos, algumas regiões exigem que os fabricantes de cerveja utilizem um distribuidor para vender seus produtos.

Uma vez que um distribuidor é comprado pela AB InBev, os fabricantes menores dizem ter dificuldade para distribuir suas cervejas, o que impede o crescimento das vendas.

Reguladores antitruste também examinam as alegações de cervejeiros artesanais de que a AB InBev pressiona alguns distribuidores a transportarem somente produtos da companhia e encerrarem seus laços com a indústria artesanal, disseram duas das fontes, destacando que a investigação se encontra em estágios iniciais.

A compra de diversos fabricantes artesanais de cerveja pela AB InBev nos últimos anos também significa que a companhia é capaz de oferecer ela própria uma maior variedade de produtos.

Reguladores estaduais na Califórnia, onde a AB InBev anunciou aquisições em Oakland e San Jose, em setembro, também estão analisando a questão, afirmaram pessoas familiarizadas com o assunto.

Resposta. A gigante da indústria da cerveja confirmou que estava conversando com os reguladores. "A Anheuser-Busch tem estado em comunicação com o Departamento de Justiça e a Procuradoria-Geral da Califórnia sobre as transações. Estamos trabalhando cooperativamente para responder quaisquer perguntas que eles tenham", disse um porta-voz da Anheuser-Busch em um e-mail.

As cervejarias artesanais, que produzem desde tipos clássicos em versões sofisticadas a sabores diferentes, como de abóbora e framboesa, têm se mostrado um oásis de prosperidade em um estagnado mercado de cervejas nos Estados Unidos. Enquanto as vendas de cervejas subiram 0,5% em 2014, as de cervejas artesanais aumentaram 17,6%, abocanhando 11% do mercado norte-americano.

O inquérito do Departamento de Justiça surge em um momento complicado para a AB Inbev, enquanto a companhia busca comprar a SABMiller, segunda maior cervejaria do mundo, por mais de US$ 100 bilhões, no que seria a maior fusão de cervejarias da história.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.