bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

EUA mantêm juros inalterados

Em meio a sinais de que a recuperação econômica dos EUA reduziu seu ritmo, o Federal Reserve, o Banco Central do Estados Unidos, optou por manter as taxas de juro básicas em 1,75% ao ano, o menor nível em 47 anos, e sinalizou uma inclinação em mantê-las assim por mais vários meses.O Comitê de Mercado Aberto do Fed (Fomc) votou pela quarta vez este ano pela manutenção da taxa dos Fed Funds. As autoridades monetárias disseram que a perspectiva econômica continua nublada, com riscos "equilibrados" entre inflação e crescimento econômico muito lento.O Fed não está preparado para elevar ou reduzir as taxas de juro. "A informação que se tornou disponível desde o último encontro do comitê confirma que a atividade econômica continua a crescer", disse o Fomc, depois de uma decisão que recebeu votação unânime. "Contudo, tanto o impulso de crescimento resultante da mudança nos investimentos em estoques e o crescimento da demanda final parecem ter-se moderado", diz."O Comitê espera que a taxa de demanda final se acelere ao longo dos próximos trimestres, apoiado em parte pelo robusto crescimento na produtividade, mas o grau de fortalecimento permanece incerto".O conselho de diretores do Fed também decidiu manter a simbólica taxa de redesconto estável em 1,25%.A decisão do Fomc era amplamente esperada por Wall Street, devendo ter pouco impacto sobre os mercados financeiros, ocupados com os reflexos de uma série de escândalos financeiros, a mais recente envolvendo a WorldCom. Esse pânico pode evitar que o Fed eleve as taxas de juro no curto prazo, disseram economistas.Contudo, é improvável que tire a recuperação econômica dos trilhos ou leve o Fed a reduzir o juro. Investidores acreditam que o Fed começará a elevar as taxas de juro no final do ano, possivelmente em novembro, como indicam os contratos futuros da taxa dos Fed Funds. A próxima reunião do Fomc está marcada para 13 de agosto.Leia a íntegra do comunicado do Fomc"O Comitê Federal de Mercado Aberto decidiu hoje manter sua meta para a taxa dos Federal Funds inalterada em 1,75%.A informação que tornou-se disponível desde a última reunião do Comitê confirma que a atividade econômica continua a crescer. Contudo, tanto o impulso de crescimento resultante da mudança nos investimentos em estoques e o crescimento da demanda final parecem ter-se moderado. O Comitê espera que a taxa de crescimento da demanda final vai se acelerar nos próximos trimestres, apoiada em parte pelo crescimento robusto da produtividade, mas o grau de fortalecimento continua incerto.Nessas circunstâncias, embora a posição da política monetária seja atualmente acomodativa, o Comitê acredita que, no futuro previsível, contra o pano de fundo de suas metas de longo prazo de estabilidade de preços e crescimento econômico sustentável, e das informações atualmente disponíveis, os riscos estão equilibrados com respeito às perspectivas para ambas as metas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.